17.6.06

Viagem em Balão Amarelo

Apanhei boleia desse teu balão amarelo, tricotado com pêlos de ovelha, não para longe ir, mas para aqui não ficar.
Lá, em baixo, os guarda-chuvas coloridos movimentam-se ritmadamente ao som de um compasso que me é inaudível. Não consigo destrincar a música, nem tão pouco a chuva que me parece cair. Penso que as preocupações com o rol de coisas para fazer me turvam a vista. Triste ser cego, sem realmente o ser! Ou talvez não…

Apanho boleia desse teu balão amarelo, uma última vez. Estas viagens não são para mim. Gosto de ter os olhos bem abertos!

4 comentários:

AlexandraAlpha disse...

Pois faz uma viagem até mim. Ofereço-te palavras e "roubo-te" imagens. :p

*

Pedro_B disse...

E viajo, não em balão amarelo emprestado, mas por passo próprio para o teu blog...

Davidribeiroribeiro disse...

E lá vou eu de boleia neste mesmo balão AMARELO, de vez em quando, para este blog que muito tem para nos ensinar...espero bem que não seja a última vez...Eu tb gosto de ter os olhos bem abertos, caso contrário não conseguiria divagar por tão sublime espaço!
Um bom fim de semana

Pedro_Berenguer disse...

Oh! Obrigado pelas simpáticas palavras, David! :)

Bom fim de semana. Um abraço