3.2.07

Não digas nada

"Não, não digas nada.
Supor o que dirá a tua boca velada
é ouvi-lo já
É ouvi-lo melhor que o dirias
O que és não vem à flor das frases nem dos dias
És melhor que tu
Não digas nada, sê!
Graça do corpo nú que
invisível se vê"
Mário Cesariny (adaptado)


PS: para ouvi-lo, aconselho Margarida Pinto! ;)

4 comentários:

Pedro Espírito Santo disse...

Uma boca velada às vezes diz muito mais, é bem verdade.. Tens de me enviar esta música porque não a tenho :-)

Pedro_B disse...

Pessoa rula e a Margarida Pinto (não confundir a cantora com a escritora!) também.

Por isso é que eu gosto das entrelinhas!

rednosedraindeer disse...

Faz-me o favor de não dizer absolutamente nada!
Supor o que dirá
Tua boca velada
É ouvir-te já.

É ouvir-te melhor
Do que o dirias.
O que és nao vem à flor
Das caras e dos dias.

Tu és melhor -- muito melhor!
Do que tu. Não digas nada. Sê
Alma do corpo nu
Que do espelho se vê.

Mário Cesariny

Pedro Espírito Santo disse...

Não, não digas nada, sacana !