8.5.09

Conta-me histórias IV

daquilo que eu não vi

2 comentários:

Le Inrockuptible disse...

A propósito de corações e de histórias, esta é uma história adulterada e, por isso, ousada. Assumidamente roubada e derivada de uma história de Adília Lopes (que escreve como poucos sobre estas coisas do coração)... a partir do poema «a propósito de estrelas»:

Não sei se me interessei pelas histórias
por ele se interessar por corações
se me interessei por corações por me interessar
pelas histórias hoje quando penso nos corações
penso em histórias e quando penso em histórias
penso nos corações como me parece que me vou ocupar com histórias
até ao fim dos meus dias parece-me que
não vou deixar de me interessar por corações
até ao fim dos meus dias
nunca saberei se me interesso por corações
se me interesso por histórias de um rapaz que se interessa
por corações já não me lembro
se foram primeiro os corações
se foi primeiro o rapaz se quando vi as histórias vi corações.

Eu sublinho e contra-assino :)

Pedro_Berenguer disse...

Os textos que "daí" vêm são sempre uma agradável surpresa! Obrigado.