24.8.10

Por baixo da Carne II


Ecoline, grafite e alfinetes sobre papel de aguarela

10 comentários:

zeh disse...

Não sei se era o objectivo que pretendias, mas gosto do efeito das ramificações, que tanto podiam ser plantas como vasos sanguíneos :) E dos alfinetes no coração. Tá pesado e leve ao mesmo tempo. Muito agradavel :)

Pedro_Berenguer disse...

Em cheio! Obrigado Zeh. :)

zeh disse...

yay! tenho direito a algum prémio? ;)

Vadio disse...

um dia o coração disse à pele que respira sob ela o real como quem disputa a vertigem da carne. Foi então que o malva se insinuou pela primeira vez diante do rosa.

silvia marta disse...

bem que tentei que este fosse para mim ,mas não foi possível ( ainda...), parabens pelo belo trabalho ( como sempre...)
silviamarta

Pedro_Berenguer disse...

Vadio: Saudades desses/as comentários/contos/efabulações em torno do que por aqui se IMAGina.

Sílvia Marta: Obrigado (mais uma vez). Fico contente pelo comentário. beijo gd

Isa disse...

Simplemente BELO! Quero mais, tenho saudades de comentar!**

Artelam disse...

Tive imensa pena de não poder comprar o seu trabalho, já estava vendido :(

GATODEPAPEL disse...

Muito bom;)
Parabéns*****

apê 75 disse...

alfinetes! <3