6.10.06

A Mancha Vermelha


Após tê-lo morto usando ambas as mãos, encostou-se àquela parede coberta de papel riscado de vermelho, aborrecida por ter sujo o novo vestido branco e, calmamente, mordiscou uma sumarenta maçã verde preocupada em saber se a lixívia com que lavaria o chão, estragaria a seda da vestimenta.

3 comentários:

Sam disse...

Agora são verdes... tá giro...

Pedro_B disse...

Elas andam por aí!

Pedro_B disse...

E não tiram nódoas.