8.6.09

Em noites de lua cheia, como a de hoje, vêm-me aos mirtilos o olhar malicioso de um cão que sorria ao ver-me vender pensamentos por dez lipas, enquanto se derretiam as neves.


À mesma hora, um fazedor de asas e sorrisos tecia um sonho.

4 comentários:

efervescente disse...

as palavras, manipula-as com mestria e trejeitos de pintor de poesia...

Le Inrockuptible disse...

deslize freudiano: hoje, pela manhã, ao pensar abrir o meu blogue, entrei no teu...

é o que faz sonhar ainda pela manhã com noites de lua cheia.

Pedro_Berenguer disse...

Efervescente: BGD

Inrock: Uma amiga minha, de infância (e não só) frequentemente lembra "Freud explicaria isso...". hehe

Isa disse...

Gostaria de ver o teu ROSTO nessa noite de lua cheia...e senti-lo para certificar-me de que não era um sonho...!

Beijo enorme